quinta-feira, 25 de maio de 2017

Com cinco clubes, Copa Piauí deve começar em agosto

A Federação de Futebol do Piauí realizou ontem (24) o primeiro arbitral da Copa Piauí Sub-21, torneio que irá acontecer no segundo semestre deste ano e terá a participação de 4 de Julho, Flamengo, Parnaíba, Piauí e River.
 
Durante o encontro foi definido o modo de disputa da competição. Os clubes formaram um único grupo, com os jogos disputados em ida e volta e pontos corridos. Os dois primeiros colocados estarão aptos a disputar a final do torneio, que será realizada em dois jogos.
 
Também ficou definido que somente 12 atletas de fora do estado poderão ser inscritos pelos clubes para disputar a competição.
 
A previsão é de que a Copa Piauí 2017 tenha início no dia 16 de agosto. O campeão da competição terá vaga garantida na Série D do Campeonato Brasileiro de 2018. Já o vice ganha o direito de disputar a Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2019.
 
Segundo o Departamento de Competições, na próxima semana deverá haver um novo arbitral para definir o regulamento específico e a tabela da competição.

2 comentários:

  1. PELA "MÃE DO GUARDA"! TEMOS BASTANTE TEMPO PARA QUE OS INTERESSADOS DISCUSTAM, À EXAUSTÃO, E FAÇAM UM REGULAMENTO SEM BRECHAS, COMO SE FAZ EM QUALQUER "ESQUINA", ONDE HAJA PELADEIROS!!!

    ismar!!!

    ResponderExcluir
  2. Tudo começou com um convite desinteressante aos clubes. Está se rascunhando um torneio mais sem noção do mundo. De uma fórmula frankstein, um verdadeiro horror explicá-lo para o torcedor.

    Primeiramente, é sub-21, mas, dependendo da benevolência da Federação Paulista, o torneio que estoura idade limite da Copaça de SP pega "prêmio" do sub-19 e ainda dá vaga para Série D.

    Nesse prisma, Altos tem a participação facultada, porque pegou a Série D, mesmo não conquistando vaga na categoria abaixo, ou seja, largou uma competição porque se recusa a ser vice! Deixaram passar isso e esqueceram que desistência também provoca multa aos demais interessados.

    E ainda alijaram a "base" picoense, que vem exportando mais jogadores do estado. Ademais, para começar, ainda esperam clubes impregnados de forasteiros se desclassificarem das competições nacionais, quando a única coisa que aproveita dos times da ativa é o CNPJ. Onde ficou a desportividade?

    Enquanto isso, diretores se articularam para dar uma consolação para o vice, caso não seja campeão, numa definição clara de que dirigentes sofrem de bipolaridade e não sabem o que querem para o segundo semestre de 2017.

    Há de se ressaltar que temos inúmeros torneios para se dar vaga, e escolheram justamente as que foram gradualmente preenchidas. Só para se ter ciência, a CBF OFERECE INÚMEROS TORNEIOS DE BASE e o Piauí se excluiu do mapa. Deveriam pleitear, não?

    ResponderExcluir