sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Raphael marca, SEP vence e volta à elite do Piauiense

Com ótima presença de público nas dependências do Estádio Helvídio Nunes, a Sociedade Esportiva de Picos garantiu o acesso para a Série A do Campeonato Piauiense ao vencer o Oeirense, na noite deste sábado, por 3 a 1, garantindo também sua presença na decisão do título.

A SEP abriu a contagem na primeira volta do ponteiro, quando seu artilheiro, Raphael Freitas, completou para as redes um passe de Hugo Freitas. O gol deu tranquilidade para o Zangão. A situação melhorou quando o árbitro Antônio Dib expulsou Kaio por cometer falta em situação de iminente perigo de gol contra sua equipe. 

Dib chegou a marcar pênalti, mas depois voltou atrás, constatando que a falta foi fora da área. No segundo tempo, André Victor ampliou com um chute de fora da área, mas Paulinho Mossoró reduziu em seguida, cobrando pênalti.

O gol que selou a classificação veio em nova penalidade máxima, mas desta vez em favor da SEP. Bola na mão de Anderson Alagoano, após chute de Raphael Freitas. O próprio Raphael cobrou e ampliou para 3 a 1, dando números finais ao placar e assinalando seu quarto gol no campeonato.

Finalista da Série B, a SEP já está classificada para a primeira divisão do Campeonato Piauiense de 2020. E espera pelo desfecho da outra semifinal, entre Timon x Cori-Sabbá, para conhecer seu adversário na grande decisão.

FICHA TÉCNICA

PICOS 3x1 OEIRENSE (Campeonato Piauiense de Futebol da 2ª Divisão de Profissionais – Fase Semifinal – 2° jogo); Data: 18/10/2019 (sexta-feira à noite); Local: Estádio Helvídio Nunes (Picos – PI); Arbitragem: Antônio Dib Moraes de Sousa, auxiliado por Márcio Iglesias Araújo Silva e Janystony Rabelo de Melo.

Gols: Raphael Freitas 1 do 1° tempo; André Victor 10, Paulinho Mossoró (pênalti) 13 e Raphael Freitas (pênalti) 33 do 2°.

Cartões amarelos: Gilmar Bahia, Learth, João Paulo (SEP), Anderson Alagoano, Mondragon e Caio Cezar (OEI).

Expulsão: Kaio, aos 27 do 1°, por falta sobre o adversário em jogada de iminente perigo de gol (vermelho direto).

Picos - Camilo; André Victor, Gilmar Bahia, Paulo Júnior e Laerth; Victor Recife, Idevam (Dagoberto) e Aurélio; Hugo Freitas (Edinaldo), Raphael Freitas (Lucas) e João Paulo. Técnico: Adelmo Soares de Brito.

Oeirense - Mondragon; Tote, Eduardo (Brandão), Anderson Alagoano (Ismael) e Pitoco (Jaime); Kaio, João Paulo, Sony e Paulinho Mossoró; Rhuann e Caio Cezar.  Técnico: Cicero Monteiro Leite.


sábado, 12 de outubro de 2019

Oeirense vence e agora está a um empate do acesso

Com um gol de Paulinho Mossoró logo nos primeiros minutos, o Oeirense larga na frente no confronto semifinal diante da Sociedade Esportiva de Picos, em jogo disputado na tarde deste sábado (12), no Estádio Gerson Campos, em Oeiras.

O caçula do futebol piauiense vai precisar de um simples empate no segundo jogo, sexta-feira próxima, em Picos. O único gol do jogo foi assinalado após um bate-rebate na área picoense, que Paulinho Mossoró aproveitou para empurrar a bola para o gol vazio.

Já nos acréscimos, o time da casa perdeu o meia Filipinho, expulso após ser advertido com o segundo cartão amarelo. Outro desfalque para o próximo jogo pode ser o atacante Caio Cesar, que deixou o gramado contundido com uma forte pancada na cabeça.

FICHA TÉCNICA

OEIRENSE 1x0 PICOS (Campeonato Piauiense de Futebol da 2ª Divisão de Profissionais – Fase Semifinal – 1° jogo); Data: 12/10/2019 (sábado à tarde); Local: Estádio Gerson Campos (Oeiras – PI); Arbitragem: Diego da Silva Castro, auxiliado por Janystony Rabelo de Melo e André da Silva Andrade.

Renda: R$ 8.530,00 com 717 pagantes (108 não pagantes).

Público total: 825 torcedores.

Gol: Paulinho Mossoró 3 do 1° tempo.

Cartões amarelos: Rhuann, Filipinho, Anderson Alagoano (OEI), Lucas e Victor Recife (SEP).

Expulsão: Filipinho, aos 58 do 2°, por jogo brusco (segundo amarelo).

Oeirense – Mondragon; Tote, Eduardod, Anderson Alagoano e Pitoco; Juliano (Kaio Vinicius), João Paulo, Sony Anderson (Brandão) e Paulinho Mossoró; Rhuann e Caio Cesar (Filipinho). Técnico: Cicero Monteiro Leite.

Picos – Camilo; Lucas, Victor Recife, Paulo Júnior e Laerth; Edinaldo, Idelvan, André Victor (Jefferson) e Aurélio; Raphael Freitas e João Paulo (Hugo Freitas). Técnico: Adelmo Soares de Brito.

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Série B: Timon arranca empate na primeira da semifinial

Numa reação que pouca gente esperava, Timon foi a Floriano e depois de ir para o intervalo com 2 gols de desvantagem, arrancou sensacional empate no primeiro confronto entre ambos pela fase semifinal da Série B do Piauiense, em jogo disputado na noite desta sexta-feira (11), no Estádio Tiberão, em Floriano.

O time da casa abriu a contagem com o meia Emerson, agora um dos artilheiros da competição, quando decorriam 38 minutos de partida. Quatro minutos depois foi a vez de Anderson Kamar cobrar pênalti e colocar 2 a 0 no placar.

O público presente, recorde do campeonato, foi ao delírio. Mas o segundo tempo reservava outras emoções: as do adversário. E mal a bola voltou a rolar, João Pedro recebeu em ótimas condições e colocou nas redes na saída de Andrey. O gol alterou o desempenho do Cori-Sabbá, que sofreu o empate aos 21 minutos, quando Amorim igualou as ações.

Nos minutos finais, Jader ainda cobrou uma falta com a bola tocando a trave, no ângulo, mas sem ultrapassar totalmente a linha de gol. Final: 2 a 2, com o time visitante precisando de um empate no segundo jogo para garantir o tão perseguido acesso.

FICHA TÉCNICA

CORI-SABBÁ 2x2 TIMON (Campeonato Piauiense de Futebol da 2ª Divisão de Profissionais – Fase Semifinal – 1° jogo); Data: 11/10/2019 (sexta-feira à noite); Local: Estádio Tibério Nunes (Floriano – PI); Arbitragem: Jardiel da Rocha Soares, auxiliado por Rogério de Oliveira Braga e Raimundo David dos Reis Alves.

Renda: R$ 9.720,00 com 972 pagantes (114 não pagantes).

Público total: 1.086 torcedores.

Gols: Emerson 38 e Anderson Kamar (pênalti) 42 do 1° tempo; João Pedro 1 e Amorim 21 do 2°.

Cartões amarelos: Rafael Araújo, Emerson, Andrey, Kary (CORI), Jorge e Walyson (TIM).

Expulsão: Paulinho, aos 41 do 1°, pela falta no lance do pênalti (vermelho direto).

Cori-Sabbá – Andrey; Jader, Leão, Rafael Araújo e Osvaldo; Zé Maranhão, Kary, Emerson e Marielson (Leal); Anderson Kamar (Jandro) e Roger. Técnico: Valdomiro Ferreira da Costa.

Timon – Jaílson; Paulinho, Índio, Leandro e Jorge; Amorim, Walyson, Netinho e Bismarck (Ericles); Eduardo e Erinaldo Júnior (João Pedro). Técnico: Marcos Antônio dos Santos (Marcão).


sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Osvaldo Brandão: uma grande perda para o esporte


Muito difícil escrever alguma coisa quando se perde um grande amigo. É assim que me sinto após a notícia da morte de Osvaldo dos Santos Brandão. Nos últimos 20 anos, nem sei quantas vezes conversamos sobre futebol, do passado e do presente. Ele podia estar em Brasília, Parnaíba ou Teresina. Por telefone ou pessoalmente, sempre estávamos em contato. Tentando corrigir erros do presnete ou buscando a verdade de fatos históricos do passado.

Profundo conhecedor do futebol, e incansável pesquisador, foi um dos principais responsáveis pelo resgate dos títulos estaduais referentes aos campeonatos promovidos pela Liga Parnaibana, antes da fundação da Federação de Futebol do Piauí. Em todo o país, os campeões estaduais até 1940 são os clubes campeões das competições promovidas pelas ligas. É assim no Rio de Janeiro, em São Paulo, em Minas Gerais e no restante do Brasil. No Piauí não poderia ser diferente.

Trata-se de uma verdade histórica que não tem como ser alterada. O Parnahyba é campeão piauiense, pela Liga Parnaibana, em 1916, 1919, 1924, 1925, 1927, 1929, 1930 e 1940. E Osvaldo sempre lutou para que isso tivesse divulgação, para que a verdade histórica não fosse distorcida. E esse reconhecimento, embora desnecessário, lhe dava uma grande satisfação.

Correto em suas atitudes, e avesso a carteiradas, fazia questão de pagar seu ingresso nos jogos do Parnahyba, mesmo quando tinha o direito da gratuidade. Jamais compactuou com qualquer possibilidade de se divulgar números de renda e público que não fossem reais, conforme o que, de fato, houvera passado pelas bilheterias. Nunca pensou duas vezes para dar sua ajuda ao Parnahyba. E poucos trabalharam tanto pela memória do clube.

Por ter certeza disso, avisei-lhe que seria meu homenageado no volume 6 da Coleção Severino Filho – Memória do Futebol Piauiense. Ficou profundamente agradecido. Uma pena que ele partiu tão cedo, pois ainda tinha muito a contribuir com seu Parnahyba, com a memória do nosso futebol. Mas seus exemplos de cidadania e desportividade permanecem por aqui. E serão sempre uma grata recordação de quem fez tudo para dar ao Parnahyba e ao futebol parnaibano, o que já havia sido conquistado desde a chegada da primeira bola. A ele, nossa gratidão perene, e o desejo de que tenha um bom descanso. Até um dia, meu amigo! 

Severino Filho (Buim)
     Editor

NOTA DE PESAR


A instituição Parnahyba Sport Club se solidariza com a família e amigos pelo falecimento do atual vice-presidente do clube Oswaldo dos Santos Brandão, ocorrido na data de hoje(30).
.
Neste momento de dor, nos solidarizamos com seus familiares ratificando nosso voto de pesar pela grande perda e agradecimentos à dedicação e trabalho prestado ao clube. Vá com Deus amigo! 🖤🦈