domingo, 10 de agosto de 2014

River frustra sua torcida com mais um empate em casa

Ataque tricolor exige providencial intervenção do goleiro timbira.
Ao ficar no empate sem abertura da contagem diante do Moto Club, na tarde/noite deste domingo (10), no Estádio Albertão, em Teresina, o River voltou a frustrar sua torcida, tropeçando dentro de casa pela segunda vez na Série D do Campeonato Brasileiro, perdendo a chance de assumir a liderança do Grupo A2.

O jogo foi sempre equilibrado, com River e Moto Club merecendo o empate final que, todavia, poderia ter sido alterado em face de algumas oportunidades criadas pelas duas equipes, embora muito poucas. A rigor, foram apenas quatro reais oportunidades que poderiam ter provocado a queda dos redutos riverino e/ou motense.

Na fase primeira, Esquerdinha teve boa chance aos 34 minutos, chutando com perigo, com a bola passando rente o poste guarnecido por Ruan. O Moto deu o troco três minutos depois, em chute de Curuca que levou perigo ao arco tricolor. Na fase complementar mais duas boas oportunidades de gol.

Aos 23 minutos, um chute forte de Maranhão obrigou o goleiro Cesar Luz a fazer difícil intervenção. Posteriormente foi a vez do ataque piauiense, com Eduardo recebendo ótimo passe de Warley. O chute do atacante poderia ter tirado o zero do placar, mas Ruan fez a defesa mais bonita da partida, com o empate de 0x0 permanecendo até o final.

No outro jogo da rodada, vitória do Gurany (2x1) diante do Interporto, em Sobral. Este resultado manteve o Moto Club na liderança do Grupo A2, com 6 pontos ganhos, seguido de River e Remo, cada qual com 5 pontos conquistados, enquanto o Guarany de Sobral soma 3 pontos e o Interporto apenas 1. O campeão piauiense agora vai a Palmas, enfrentar a equipe do Interporto.

FICHA TÉCNICA

RIVER 0x0 MOTO CLUB (Campeonato Brasileiro - Série D - 4ª rodada - Grupo A2); Data: 10/08/2014 (domingo à tarde); Local: Estádio Albertão (em Teresina); Arbitragem: João Batista Cunha de Brito (Amazonas), auxiliado por Carolina Romanholi Melo e Samuel Oliveira Costa (ambos do Ceará).

Renda: R$ 86.105,00 com 5.300 pagantes.

Cartões amarelos: Thiago Dias, Amarildo, Esquerdinha, Índio (RIV), João Neto, Diego Renan, Fred, Deca e Fabiano (MOTO).

River - Cesar Luz; Cleber Carioca, Rafael Araújo e Índio; Marquinhos (Júnior Chicão), Vitor Recife (Diego Sales), Thiago Dias, Esquerdinha e Amarildo; Fabiano (Warley) e Eduardo. Técnico: Josué Amaral Teixeira. Josué Amaral Teixeira.

Moto Club - Ruan; Diego Renan (Regis), Fred, Luis Fernando e Deca; Pierre, Curuca, Cleo (Felipe) e João Neto; Fabiano (Warley) e Henrique (Maranhão). Técnico: Edson Porto.


2 comentários:

  1. Foi um clássico como já sabíamos. Porém, o nosso representante, mais uma vez, não se houve bem nas quatro linhas. Resultado: a vaca foi pro brejo levando consigo, já contabilizados, 4 pontos preciosíssimos que, certamente, farão a diferença na reta final. Público e renda divulgados? Foi um fiasco. Mas vamos q vamos Mano JDeus-BB!!!!

    ResponderExcluir
  2. Muito fraca. O jogo precisa ir para o Lindolfo Monteiro, até porque o governo e a Fundespi estão preocupados é com outro povo durante esse período.

    ResponderExcluir