quinta-feira, 28 de abril de 2016

Caso Altos: julgamento vai acontecer na segunda-feira

O Tribunal de Justiça Desportiva já tem data para julgar o processo em que a equipe de Altos foi denunciada pela escalação irregular do atleta Paulo Roberto da Silva, no jogo diante do River, pelo segundo turno do Campeonato Piauiense - Taça Cidade de Teresina. Será na próxima segunda-feira (dia 2), com a sessão devendo ser iniciada às 18h45.
 
O time altoense foi denunciado por inclusão do volante Paulo, que estava suspenso por ter completado a série de três cartões amarelos. O atleta deveria ficar ausente do jogo contra o River, mas foi escalado e atuou os 90 minutos. O auditor Luciano Henrique Benigno é o relator do processo. Em todos os casos semelhantes ao que envolve a equipe de Altos, o infrator é punido com a perda de 3 pontos mais os pontos que, por ventura, tenha ganho na respectiva partida. Neste caso, Altos poderá perder 4 pontos, já que a partida com o River terminou empatada.
 
Mesmo que seja punida pelo TJD, Altos poderá garantir sua classificação com um simples empate diante do Cori-Sabbá, neste final de semana, em Floriano, jogo em que o atleta Paulo deverá cumprir a suspensão automática que ele não cumpriu diante do River.
 

10 comentários:

  1. INFELIZMENTE tenho relutado na admissão de que o meu, teu, nnoossoo Leão sem Floresta está VERDADEIRAMENTE ALIJADO DE QUALQUER CHANCE, NA TEMPORADA. MAS É A REALIDADE. No entanto, como EU vou como ELE até a hora da última "pá de cal", ainda prestarei o meu apoio no jogo contra o Parnahyba. E......AI! E.......UI!, como prega o milenarmentemorais, CSAID!!!

    ResponderExcluir
  2. Flamengo nas semifinais? ??

    #nãovaitergolpe

    ResponderExcluir
  3. E o caso do excluído de Campo Maior, será que os clubes receberam a bufunfa de R$7.142,86 cada? Se o rebaixado de Floriano resolver não jogar? O TJD deveria honrar a "toga" e pedir para que a rodada acontecesse depois do julgamento postergado, porque me parece que a rodada não irá terminar neste final de semana.

    ResponderExcluir
  4. Buim faca uma,analise do pedido dos pontos do caicara que o flamengo fez. Pode isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não. Abraço Marcos Vinício.

      Excluir
    2. Com a devida vênia, posso contraditar?

      Quando Caiçara desistiu do jogo, foi um ato unilateral ou todos sabiam? Havia um burburinho na semana de que o Caiçara não iria, tanto que não se cobrou ingressos, mas tava lá em Altos o delegado do jogo, a ambulância, as rondas policiais. Aí, pra minha surpresa, no borderô deu-se como vendido tudo. Numa atitude ousada de minha parte, QUERO PROVAS de que isso se deu: CADÊ O DINHEIRO? Quem foi a alma caridosa que bancou esse prejuízo coletivo que deixa de fora a arbitragem?

      No dia do jogo, o EC Flamengo tinha chances de se classificar para as semifinais. Antes do jogo em sua data original, o Picos tinha chances. Enfim, independentemente de se considerar possibilidades técnicas de vencer a partida, o que constituiria mera divagação, o ato inconsequente do time de Campo Maior prejudicou um terceiro. O que fazer como medida de redução do dano ao principal prejudicado? Não há no regulamento nenhum amparo, logo o destino estaria com a Federação.

      W x O não foi posto em pauta no tribunal. Faço uma referência (http://globoesporte.globo.com/ce/futebol/cearense-serie-b/noticia/2016/04/tribunal-derruba-wo-e-ferroviario-x-nova-russas-sera-remarcado-no-ceara.html), logo deve-se acreditar, preliminarmente, na possibilidade de se remarcar esse jogo.

      Será que houve tempo suficiente para o tribunal / interventor, que, por sinal, não se afastou do tribunal, entender a situação eleitoral do Caiçara, mas que carreou profundo impacto administrativo, a ponto de haver uma debandada generalizada de “empregados” nunca vista? O presidente que assumia a pasta estava lá para testemunhar o jogo, dar entrevistas. Uma cena constrangedora, mas que deveria ser levada em conta. Será que os jogadores não poderiam ser colocados em pauta, se o tribunal considerar fato alheio à vontade do clube e eximir o Caiçara do pagamento de R$ 50.000,00 aos demais clubes do campeonato? Não é função do “tribunal da Justiça" Esportiva mexer com a parte trabalhista, lembre sempre dessa informação!

      Atingindo o mérito da questão! Estamos na Fase Classificatória do 2º Turno em aberto e o pedido atenderia a contento, não seria considerado intempestivo SE O JULGAMENTO DA PERDA DE PONTOS DE ALTOS NÃO FOSSE POSTO DEPOIS DA RODADA PROGRAMADA (especialmente, denominada de última).

      Tirando o Caiçara de qualquer cenário, pelo regulamento, NÃO SE ADOTA PONTO EXTRA. Aí pergunto: qual a utilidade de times ganharem pontos do "fantasminha"? Se acho impossível ficar atribuindo três pontos a time que conseguiu a proeza de perder para o suposto eliminado do campeonato porque soaria "tapetão", "golpe" para a comunidade esportiva, mas se o tribunal ou mesmo a Federação não fizer o seguinte: TIRA OS PONTOS de quem fez pontos no Caiçara nesta fase do campeonato (do segundo turno)? Isso mexeria não só as semifinais, mas INCLUSIVE a Fase Classificatória Geral (para definição de vagas, ao menos extraoficialmente, já que quem lê o regulamento não entende de onde vai vir a SEGUNDA VAGA da Série D).

      Aos outros que poderiam se considerar prejudicados com a medida justa, dever-se-iam lutar para se fazer valer o Art.3º, §1º do Regulamento (sobre a quantia paga a clube que desiste de campeonato), portanto sanaria as brechas e o futebol do Piauí sairia muito melhor do que já é.

      Excluir
    3. COMO FICARÁ CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO 2° TURNO (sem o Caiçara, mas com o jogo de ontem)

      1° RIVER, 11 pontos, 3 vitórias, 12 gols de saldo e 15 gols marcados.
      2° ALTOS, 10 pontos, 3 vitórias, 4 gols de saldo e 8 gols marcados.
      3° PARNAHYBA, 9 pontos, 3 vitórias, 3 gols de saldo e 8 gols marcados.
      4° PIAUÍ, 9 pontos, 3 vitórias, 3 gols de saldo e 10 gols marcados.
      5° Flamengo, 7 pontos, 2 vitórias, saldo -1 e 8 gols marcados.
      6° Picos, 6 pontos, 2 vitórias, saldo -6 e 6 gols marcados
      7° Cori-Sabbá, 3 pontos, 1 vitória, saldo -12 e 5 gols marcados.

      COMO FICARÁ (com a perda de pontos de Altos)
      1° RIVER, 11 pontos, 3 vitórias, 12 gols de saldo e 15 gols marcados.
      2° PARNAHYBA, 9 pontos, 3 vitórias, 3 gols de saldo e 8 gols marcados.
      3° PIAUÍ, 9 pontos, 3 vitórias, 3 gols de saldo e 10 gols marcados.
      4° FLAMENGO, 7 pontos, 2 vitórias, saldo -1 e 8 gols marcados.
      5° Altos, 6 pontos, 3 vitórias, 4 gols de saldo e 8 gols marcados.
      6° Picos, 6 pontos, 2 vitórias, saldo -6 e 6 gols marcados
      7° Cori-Sabbá, -6 pontos, 1 vitória, saldo -12 e 5 gols marcados.

      Excluir
    4. Não custa observar: atos do Caiçara estão se desenvolvendo na vagarosa Justiça Comum sem passar pela “Justiça” Desportiva dos prazos exíguos, o que faz caber sanção da CBF / FIFA. O que a Federação, a qual se autointitula eficiente, tem a dizer sobre seu filiado?

      Excluir
  5. Tiago, meu grande Presidente, o meu, teu, nnoossoo Leão sem Floresta, agora sem qualquer classificação, deveria ter faturado os pontos necessários ERA DENTRO DE CAMPO. Fora dele, improvável/impossível. LEVANTEMOS, SACUDAMOS A POEIRA E TORCER POR UMA VOLTA POR CIMA, NO PRÓXIMO ANO. E. . . . AI!E. . . . .UI!, como prega o milenarmorais CSAID!!!

    ResponderExcluir