domingo, 6 de setembro de 2015

Galo vence e garante inédita classificação para a 2ª fase

Rogério chuta para marcar o único gol do jogo, garantindo a vitória e a classificação piauiense.
Numa dia histórico para o futebol piauiense em seus últimos sete anos, o River venceu o Santos, do Amapá, na tarde deste domingo (06), por 1 a 0, e garantiu a classificação para a segunda fase da Série D do Campeonato Brasileiro, fato inédito desde que a quarta divisão foi criada pela CBF, em 2009. O único gol do jogo foi marcado por Rogério, logo nó início da partida.
 
Com o lance do gol consumado, Rogério e seus companheiros correm comemorando.
O meia tricolor arriscou um chute de fora da área e contou com uma pequena colaboração do goleiro amapaense. Mais tarde, o River teve chances de ampliar, assim como o Santos de empatar. Mas a rede não mais balançou e o placar final apontou a vitória piauiense pela contagem mínima.
 
Antes do jogo, Naylson recebe o Troféu Rui Lima: destaque do Campeonato Piauiense 2015.
Antes da bola rolar, o goleiro Naylson recebeu o Troféu Rui Lima, como destaque do Campeonato Piauiense desta temporada, quando sua equipe conquistou o bicampeonato. O goleiro agradeceu e dedicou o prêmio a seu pai, falecido antes mesmo da decisão do título. Na Série D, o River agora vai cumprir a tabela da primeira fase, jogando seu último compromisso em Palmas, diante do time local, no próximo final de semana.
 
FICHA TÉCNICA
 
RIVER 1x0 SANTOS - AP (Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D - 1ª fase - 9ª rodada - Grupo A2); Data: 06/09/2015 (domingo à tarde); Local: Estádio Albertão (em Teresina - PI); Arbitragem: Gleydson Ferreira Leite (Pernambuco), auxiliado por Francisco Nurisman Machado Gaspar e Rogério de Oliveira Braga (locais).
 
Renda: R$ 42.080,00
 
Gol: Rogério 4 do 1° tempo.
 
Cartões amarelos: Thiago Dias, Amarildo, Alex Santos, Rafael Araújo (RIV), Jonas, Acosta, Fabinho, Batata, Dedé e Vinícius (SAN).
 
River - Naylson; Tote, Paulo Paraíba, Rafael Araújo e Alex Santos; Amarildo, Esquerdinha (Leo Olinda), Rogério (Thiago Dias) e Carlinhos (Júnior Xuxa); Raphael Araújo e Fabinho. Técnico: Flávio José Araújo.
 
Santos - Diego Cabral; Maicon, Dedé (Wellington), Vinícius e Batata: Gilson Tussi, Diego Carajás (Cabralzinho), Jonas (William Fazendinha) e Sandro Costa; Acosta e Fabinho. Técnico: Luciano Marba Silva.
 
 

4 comentários:

  1. Até agora, como diz um outro aí: "está dando pro gasto". No entanto, nota-se que a fragilidade do nosso representante é uma realidade e não sabemos/não vislumbramos a capacidade da equipe resistir uma "parada mais difícil". Aguardemos, pois, para ver no que vai dar. Um abraço ao Grande Escriba Buim e . . . . . .parabéns ao Mano JD-BB!!!

    ResponderExcluir
  2. Como ficou a seleção do campeonato (a oficial) que deveria ser promovida pela Federação?

    ResponderExcluir
  3. Inedito na serie d, porque o flamengo ja foi semi finalista sa copa norte, a segunda fase da serie c se nao me engano em 2002, copa joa havelange obteve 100% de aproveitamento nas primeiras 6 rodadas sendo o melhor aproveitamento de todas as fases do brasileiro, chegou a segunda fase como favorito e foi desclassificado na ultima rodada do returno.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, contando vantagem nessa... Só vai ficar na história se vier acompanhado de acesso, de copeirice em torneios mata-matas.

    Enfim, sabiam que o Naylson jogou sem número no jogo? Estive revendo aquela defesa a queima roupa, deu uma viradinha pras câmeras, e se tivesse pego amarelo o juiz deveria chamá-lo pra trocar a camisa.

    ResponderExcluir