domingo, 11 de junho de 2017

River vence novamente e continua vivo na Série D

Num resultado obtido com grandes dificuldades, o River voltou a vencer o Potiguar de Mossoró, desta feita no Estádio Lindolfo Monteiro, por 2 a 1, em jogo pelo Grupo A5 da Série D do Campeonato Brasileiro. Com a vitória deste domingo (11), o Galo continua visando sua classificação para a segunda fase da competição.
 
Os três gols da partida ocorreram no primeiro tempo, quando Viola abriu a contagem aos 11 minutos, após passe do volante Amarildo. O time potiguar chegou ao empate, com Edson Capacete, mas não demorou para o zagueiro Gabriel colocar o Galo novamente em vantagem, usando a cabeça para tirar a bola do alcance de Milton Boqueirão.
 
O Galo ainda sofreu grande pressão do adversário, andou perto de sofrer o empate, mas concluiu os 90 minutos com uma boa vitória.Embora ocupe a terceira posição, o River está a apenas 1 ponto dos demais concorrentes que estão à sua frente, Maranhão e Guarany de Sobral, seus próximos adversários, que somam 7 pontos cada um. O River, pois, está vivo em busca da classificação.
 
FICHA TÉCNICA
 
RIVER 2x1 POTIGUAR DE MOSSORÓ - RN (Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D - 1ª fase - 4ª rodada - Grupo A5); Data: 11/06/2017 (domingo à tarde); Local: Estádio Lindolfo Monteiro (Teresina - PI); Arbitragem: Gleydson Ferreira Leite (Pernambuco), auxiliado por Rogério de Oliveira Braga e Marcio Iglesias Araújo Silva (locais).
 
Gols: Viola 11, Edson Capacete 16 e Gabriel (cabeça) 20 do 1° tempo.
 
Cartões amarelos: Amarildo, Tiaguinho, Allan Miguel (RIV), Luan e Romeu (POT).
 
Expulsão: Allan Miguel, aos 45 do 2°, por atitude anti-desportiva (simulação de pênalti), ao receber a segunda advertência com cartão amarelo.
 
River - Leandro; Gilberto Matuto, Oscar Brizuela, Gabriel e Tiaguinho; Amarildo, Neto (Negueba), Testinha (Keninha) e Fabiano (Allan Miguel); Viola e Tety. Técnico: Lucas Andrade.
 
Potiguar de Mossoró (RN) - Milton Boqueirão; Nicollas, Luan (Gustavo) e Romeu; Leo Cunha, Rafael Potiguar, Jozicley, Titico Cearense (Cris) e Gleryston; Edson Capacete e Dedé Macaíba (Guilherme). Técnico: Mastrillo Veiga.


3 comentários:

  1. PARABÉNS ao "Galo véi...". Venceu, mesmo que aos "trancos e barrancos", ou seja, na "marra" mesmo.
    Ah! Em tempo: por que não trocar o nome do Amarildo para "amarelildo"? Ow "cabôco" que gosta de pegar cartão amarelo!
    DICA: agora, é partir para "triturar" o velho "bode gregório".
    V A L E U !!!
    ismar!!

    ResponderExcluir
  2. UMA DICA PARA OS SENHORES DIRIGENTES RIVERINOS: válida somente em caso de o clube já se encontrar "queimando o volume morto de suas finanças":
    LINDOLFO(capacidade) - 500 cadeiras e 5000 demais áreas.
    Já para o jogo contra o MARANHÃO ACTLÉTICO CLUBE:
    não é pra ajudar?
    Pois bem: cobrar a R$100, a cadeira(olhem, que oferta, apenas, uma pequena parcela dos ricos riverinos) e nas demais áreas, arquibancadas e gerais,unifiquem ao valor de R$20. Se vendida toda a carga de ingressos, o RIVER arrecada em torno de R$150.000,00(cento e cinquenta mil reais). NÃO DARIA UMA BAITA ALIVIADA NO CAIXA?
    IMPORTANTE: ACABEM, DE VEZ, COM ESSAS MALDITAS CORTESIAS. Pois elas só beneficiam quem pode pagar. PRONTO! É MINHA HUMILDE COLABORAÇÃO!!
    ismar, mano de JD-BB, quase meio século acompanhando as "mazelas" desse nosso futebol!!!

    ResponderExcluir
  3. S E N S A C I O N A L ! ONTEM, o show do Augusto, o nosso "Galinho dos Aguapés": bicou legal, a bola, no jogo do Santa contra o "vovô véi cearense"!!
    parabéns,
    ismar!!!

    ResponderExcluir